Galileu não acertou

Muita gente pensa que Galileu escreveu um livro defendendo o sistema heliocêntrico de Copérnico, porém as ignorantes cúrias não aceitaram. Bem, isso nunca aconteceu. Em primeiro lugar, Galileu não desafiava padres mas cientistas como ele e que acreditavam em tudo que Aristóteles afirmava. Discípulo de Platão, Aristóteles realizou milhares de estudos ao longo de sua vida e estabeleceu uma Ciência e uma Filosofia que durou cerca de dois mil anos.

Galileu não criou o sistema heliocêntrico, é muito mais antigo e presente em várias culturas, mas foi astrônomo e matemático Nicolau Copérnico quem formulou a Teoria. E publicou em seu livro “De Revolutionibus Orbium Coelestium”, Da Revolução De Esferas Celestes, em 1543. O livro marcou o inicio do fim do Sistema Geocêntrico, que tinha a Terra em seu centro. O que pouca gente percebe é que o livro teve o “imprimatur” da Igreja e Copérnico nunca teve que enfrentar a Inquisição. E o que menos gente ainda sabe é que Copérnico era Padre da Igreja Católica.

Galileu também não inventou o telescópio mas criou um de boa qualidade que lhe permitiu observar o céu e escrever tudo que viu no livro “Sidereus Nuncios” (Arauto das Estrelas), em 1610. Esse livro gerou polêmica pois quebrou muitos conceitos. Novamente, a Igreja aprovou o livro, quem recusou foram os cientistas da época. Muita gente acredita que foi aqui que Galileu “provou” que a Terra girava em torno do Sol. Que nada! Foi somente em 1632 quando ele publicou o “Dialogo Sopra I Due Massimi Sistemi Del Mondo” (Diálogo Sobre Os Dois Principais Sistemas Do Mundo), que defendeu o sistema heliocêntrico com algumas “provas” que ele elaborou.

Esse livro surgiu de uma sugestão do Papa, que era seu amigo, para escrever um livro imparcial entre os dois sistemas, o heliocêntrico e o geocêntrico, e assim lhe daria o “imprimatur’. O que pouca gente sabe é que Galileu escreveu um diálogo entre três personagens: Salviati, que defende o heliocentrismo; Simplício, que defende o geocentrismo e é simplório (bem imparcial né?); e Sagredo, personagem neutro, mas que no fim concorda com Salviati.

Todos podem pensar que Galileu provou que a Terra girava em torno do sol, mas não foi bem assim não. De cara, suas provas eram furadas, como, por exemplo, a teoria das marés que ele formulou baseado na rotação da Terra em torno do sol. Teoria errada, claro, todos nós sabemos que as marés ocorrem devido a ação gravitacional da nossa Lua. Dessa forma, ao contrário do que pensam muitos,  os simplórios mesmo foram Salviati e Sagredo (e Galileu) por se fiarem em um argumento errado.

Esta obra foi a causa do processo da Inquisição contra Galileu. Para variar, Galileu enganou um bispo leigo em ciência para obter um “imprimatur” provisório. E seus inimigos convenceram o Papa que o Simplício/Simplório era uma alusão ao próprio Papa, tirando de Galileu o principal aliado e o levando a uma condenação. Não foi a fogueira, claro, já que Galileu morreu de velhice.

Mario Eugenio Saturno

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...