11 FILMES QUE MOSTRAM A FACE OBSCURA DO COMUNISMO


Pensei muito em fazer esta lista pelo simples fato de que as pessoas estão com uma ideia muito torpe em relação ao que significa comunismo e o que ele representa, principalmente pelo fato de que elas relacionam este estilo de governo com o Partido dos Trabalhadores (PT). Há no Brasil uma nítida e poderosa campanha de marketing visando a desmoralização deste partido perante a opinião popular, um jogo político baixo feito por outros partidos políticos e grupos econômicos corruptos que visam a tomada do poder manipulando o discernimento popular.
Há uma furiosa negação por parte da população  sobre o comunismo e eu tenho a consciência de que esses filmes podem de alguma forma aumentar esse preconceito, principalmente perante as pessoas que não possuem nenhuma educação política. Então, se você é um ”bolsominion” de plantão não compartilhe isso na sua timeline e nem indique esta lista para ninguém, porque você faz parte da parcela mais escrota da sociedade brasileira e ainda deve-se educar muito para ter no mínimo um senso moral e ético sobre como é viver em sociedade e quem sabe algum dia poder entrar em qualquer discussão, você é um arquétipo de cidadão ignorante simpatizante do nazifascismo que vive num estado de comportamento de rebanho que nada se difere daquele que defende qualquer ditador comunista. Vocês não são contra a corrupção e sim contra o PT.
O que é fato também é a incompetência deste partido (PT). Algo que o fadou ao fracasso em todos os anos que esteve a frente do governo da república brasileira foi a nítida falta de interesse em combater a corrupção que corroeu suas bases e a incompetência em governar. Mas isto não o torna o único culpado pela crise econômica e política que vive o Brasil, o PT é somente ponta do iceberg, todos os partidos possuem seus interesses e a corrupção faz parte das bases de todos eles.
O comunismo como forma de governo falhou em todos os quesitos, mas o comunismo utópico e ideológico não deve ser colocado neste mesmo balaio, ele deve ser discutido e sempre estar presente nas ecléticas maneiras de governar com todas as ideologias que diversos políticos e cidadãos possuem. Nada pode ser autoritário, e nada, simplesmente nada, pode ser a verdade absoluta. Política sem razão é barbárie.
Esta lista é dedicada aqueles que possuem o senso de utopia do comunismo e por causa disso acham que o estilo de governo comunista é o ideal, não é bem assim. Esses filmes não são tendenciosos e não fazem parte dos milhares de filmes feitos para denigrir o comunismo deturpando fatos históricos.
A lista está disposta em ordem cronológica.

11- A Revolução Dos Bichos (Animal Farm, 1954) de John Halas, Joy Batchelor/ País: Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte

Animal-Farm
Sinopse: Desenho animado produzido na Inglaterra que faz adaptação do clássico de George Orwell, a obra que narra a história do fazendeiro Jones, um homem beberrão e cruel que explora seus animais. Revoltados com seu proprietário, os animais se organizam e tomam posse das terras, passando a controlar o lugar e decretando uma série de novas regras. Os porcos, no entanto, querem uma sociedade ideal por meio da opressão, o que faz surgir uma revolução. Essa obra é uma poderosa crítica ao regime comunista stalinista.

10- O Baile dos Bombeiros (Horí, má panenko, 1967) de Miloš Forman/ País: Tchecoslováquia

the_firemens_ball
Sinopse: Sátira política da então Tchecoslováquia nos tempos da Cortina de Ferro. Em uma pequena cidade, o Corpo de Bombeiros organiza uma grande festa para comemorar os 86 anos do ex-chefe do departamento. Um ladrão e as candidatas nada atraentes do “Miss Corpo de Bombeiros” mudam os rumos da celebração.

 09- A Confissão (L’Aveu, 1970) de Costa-Gavras/ País: França, Itália

L-Aveu_4159
Sinopse: Anton Ludvik é vice-ministro das Relações Exteriores da Tchecoslováquia. Um dia, sem explicações, ele é preso e jogado numa solitária. Depois de enfrentar terríveis torturas psicológicas, Anton, um político fiel ao governo, vê-se forçado a se declarar traidor. O filme é um libelo contra o totalitarismo.

08- A Minha Pequena Aldeia (Vesnicko Má Stredisková, 1986) de Jirí Menzel/ País: Tchecoslováquia

vlcsnap-2010-05-30-19h01m40s197
Sinopse: Critica velada da sociedade socialista, mostrada numa divertida comedia ambientada em pequena aldeia da entao Tchecoslovaquia, durante o regime comunista. Filme do consagrado diretor Jiri Menzel ganhou varios premios, inclusive indicacao para Oscar.

07- Interrogatório (Przesluchanie, 1989) de Ryszard Bugajski/ País: Polônia

1-F-2307-9-800x800
Sinopse: Tonia, uma cantora de cabaret inexplicavelmente presa por autoridades polonesas, se vê em um dilema entre manter-se viva ou contar a verdade. Enquanto a postura de Tonia assegura sua posição como uma vítima do regime vigente, a brutalidade masculina adotada por seus interrogadores traça um paralelo com a governo opressor de Stalin.

06- Chequista (Чекист / Chekist, 1992) de Aleksandr Rogozhkin/ País: Rússia

chek2
Sinopse: Srubov é membro da CHEKA, a polícia secreta que Lenin estabeleceu após a Revolução Bolchevista. Ela prende, entrevista e executa intelectuais, aristocratas, judeus, clérigos e suas famílias. No porão do prédio, cinco pessoas de uma vez são alvejadas enquanto elas ficam nuas de frente para portas de madeira. Ninguém para lembrar suas últimas palavras; Nenhum mártir, apenas corpos desconhecidos. Diariamente, o tribunal ilegal, as execuções, o carregamento de corpos nos vagões. Srubov, é chequista, está frio, distante, sexualmente disfuncional e profundamente pensante, odiado por antigos amigos e sua família. Ao tentar raciocinar sobre a natureza da revolução e o propósito da CHEKA, ele lentamente vai perdendo a sanidade mental.

05- Adeus, Lenin! (Good Bye Lenin!, 2003) de Wolfgang Becker/ País: Alemanha

good-bye-leninlenin_fliegt (1)
Sinopse: Em 1989, pouco antes da queda do muro de Berlim, a Sra. Kerner (Katrin Sab) passa mal, entra em coma e fica desacordada durante os dias que marcaram o triunfo do regime capitalista. Quando ela desperta, em meados de 1990, sua cidade, Berlim Oriental, está sensivelmente modificada. Seu filho Alexander (Daniel Brühl), temendo que a excitação causada pelas drásticas mudanças possa lhe prejudicar a saúde, decide esconder-lhe os acontecimentos. Enquanto a Sra. Kerner permanece acamada, Alex não tem muitos problemas, mas quando ela deseja assistir à televisão ele precisa contar com a ajuda de um amigo diretor de vídeos.

04- A Vida dos Outros (Das Leben der Anderen, 2006) de Florian Henckel von Donnersmarck/ País: Alemanha

lives-others-2
Sinopse: Georg Dreyman (Sebastian Koch) é o maior dramaturgo da Alemanha Oriental, sendo por muitos considerado o modelo perfeito de cidadão para o país, já que não contesta o governo nem seu regime político. Apesar disto o ministro Bruno Hempf (Thomas Thieme) acha por bem acompanhar seus passos, para descobrir se Dreyman tem algo a esconder. Ele passa esta tarefa para Anton Grubitz (Ulrich Tukur), que a princípio não vê nada de errado com Dreyman mas é alertado por Gerd Wiesler (Ulrich Mühe), seu subordinado, de que ele deveria ser vigiado. Grubitz passa a tarefa a Wiesler, que monta uma estrutura em que Dreyman e sua namorada, a atriz Christa-Maria Sieland (Martina Gedeck), são vigiados 24 horas. Simultaneamente o ministro Hempf se interessa por Christa-Maria, passando a chantageá-la em troca de favores sexuais.

03- Contos da Era Dourada (Amintiri Din Epoca de Aur, 2009) de Constantin Popescu, Cristian Mungiu, Hannö Hofer, Ioana Uricaru, Razvan Marculescu/ País: França, Romênia

MCDTAFR EC021
Sinopse: Estudo bem-humorado sobre o “jeitinho” romeno, filme mostra a criatividade com que pessoas comuns desenvolvem esquemas para contornar os absurdos do cotidiano, como na época do regime de Nicolae Ceausescu (1918-1989). Uma fina ironia percorre seis episódios que baseiam-se em “lendas urbanas” do período que o governo comunista romeno definia como “a era do ouro”. Seleção Um Certo Olhar do Festival de Cannes 2009.

02- A vala (Jiabiangou, 2010) de Bing Wang/ País: China

theditch1
Sinopse: No final da década de 1950, o governo chinês condenou aos campos de trabalho forçado milhares de cidadãos considerados “dissidentes de direita” – seja por suas antigas atividades, por críticas ao Partido Comunista ou simplesmente por causa de suas origens familiares. Cerca de três mil intelectuais pobres ou de classe média da província de Gansu, deportados para serem reeducados no Campo de Jiabiangou, no oeste da China, no coração do deserto de Gobi, há milhares de quilômetros de suas famílias e entes queridos, foram obrigados a se submeter a condições de miséria absoluta. Como resultado do árduo trabalho físico, de um clima implacavelmente extremo e da terrível escassez de alimentos, muitos pereceram nas valas noturnas onde dormiam. Em seu primeiro longa de ficção, Wang recria vividamente as circunstâncias brutais do campo, onde os prisioneiros trabalham no limite da resistência humana. Os prisioneiros parecem resignados à morte, até surgir uma mulher em busca de seu marido, que infunde em alguns deles o desejo de planejar uma fuga. Baseado em entrevistas com sobreviventes e no livro de Yang Xianhui intitulado Goodbye, Jiabiangou.

01- Walesa (2013) de Andrzej Wajda/ País: Polônia

cena-de-walesa-do-diretor-andrzej-wajda-1401312801723_956x500
Sinopse: Polônia , 1970, Lech Walesa luta pela revolução do povo Polonês frente à invasão Comunista no país. Um drama baseado em uma história real, em que a voz e a garra de um homem alcançaram repercussões mundiais.
Retrata a vida e a luta do ganhador do Prêmio Nobel da Paz, e fundador do Movimento Solidário Polônes, Lech Walesa.


fonte:
11 FILMES QUE MOSTRAM A FACE OBSCURA DO COMUNISMO – Cinema e Fúria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...